Conselho Escolar




O Conselho Escolar é um órgão colegiado constituído por representantes de todos os segmentos da comunidade escolar (pais, alunos, membros do magistério e diretor/a) que toma decisões sobre as dimensões administrativa, financeira e político-pedagógica da escola. É uma forma de gestão na qual a direção é compartilhada por um conjunto de pessoas com igual autoridade.

O Conselho Escolar tem a finalidade de assegurar a participação de todos os segmentos nas decisões da escola e sociedade em geral, acompanhando a aplicação dos recursos e discutindo prioridades. Além disso, o Conselho avalia o plano de gestão do diretor e a atuação da escola na execução do Projeto Político-Pedagógico, bem como participa das discussões sobre assuntos de interesse da comunidade escolar.

A eleição para compor o Conselho Escolar ocorre a cada 2 anos (no mês de março dos anos ímpares) e é constituído por um número de no mínimo 5 e no máximo 21 conselheiros, de acordo com a realidade de cada escola. A legislação assegura a proporcionalidade de 50% ao segmento pais/alunos e 50% ao segmento de magistério/servidores.

Os Conselheiros Escolares têm como principais atribuições:
·         Representar seu segmento discutindo, formulando e avaliando internamente propostas a serem apresentadas nas reuniões do Conselho;
·         Promover reuniões com seu segmento, a fim de discutir questões referentes à organização e ao funcionamento da escola, bem como o encaminhamento de sugestões e proposições ao Conselho Escolar;
·         Participar das reuniões ordinárias e extraordinárias sempre que convocados;
·         Orientar e coordenar os segmentos, visando a eleição de seus representantes no Conselho;
·         Divulgar as decisões do Conselho aos seus pares;
·         Colaborar na execução das medidas definidas no Conselho Escolar, desenvolvendo ações no âmbito de sua competência, entre outras;
·         Curso de Formação de Conselheiros Escolares.

Legislação que Regulamenta o Conselho Escolar e sua implementação:
·         Portaria n° 33, de 27 de agosto de 2015.

______________________________________________________________________________

COMPOSIÇÃO DO CONSELHO ESCOLAR: 


DIRETORIA EXECUTIVA:
PRESIDENTE: Dalila Terezinha Pacher Cardoso
VICE-PRESIDENTE: Neivane Marize Venturi Grava
1° SECRETÁRIO: Dirlene Maria Chiarelli Ochner
2° SECRETÁRIO: Jaison Staloch

COMISSÃO DE ARTICULAÇÃO PEDAGÓGICA:
TITULAR: Maraisa Schmitz da Silva
SUPLENTE: Giovana Moser Fiamoncini
TITULAR: Cleusa Margarete Neves
SUPLENTE: Cintia Tatiana dos Santos Büttner
TITULAR: Masialine Timm
SUPLENTE: Mayra Luiza dos Santos
TITULAR: Vitória Frainer
SUPLENTE: Camila Semiano Fernandes

COMISSÃO DE EXECUÇÃO FINANCEIRA:
TITULAR: Evair Eduardo Cipriani
SUPLENTE: Arnaldo Pacher Junior.

CONSELHO FISCAL:
TITULAR: Marcos Vinicius da Costa Brito
SUPLENTE: Tereza Dias Floriano
TITULAR: Elza Colaço Krause
SUPLENTE: Lucimar Rosana Dolzan




  ______________________________________________________

 

Avaliação do Plano de Gestão 2016

 

A escolha e implementação do Plano de Gestão Escolar (PGE) tem por princípio a gestão democrática e a autonomia escolar; e por finalidade priorizar a qualidade educacional e a transparência dos processos pedagógicos, financeiros e administrativos.
Uma das principais características do Plano de Gestão Escolar (PGE) é a proposição de metas, ações e estratégias, na perspectiva de dar respostas aos fatores críticos evidenciados pelos indicadores e que favoreçam o compromisso com o ensino e com os resultados na aprendizagem de todos os estudantes.
O Gestor responsável pelo Plano de Gestão Escolar (PGE) escolhido pela comunidade escolar, juntamente com seus assessores, devem cumprir as diretrizes e normas da Secretaria de Estado da Educação (SED), a legislação educacional vigente, o Projeto Político-Pedagógico (PPP) e o Plano de Gestão Escolar (PGE), pelo qual será avaliado anualmente ouvindo o Conselho Deliberativo Escolar (CDE) e a Regional de Educação.
O resultado da avaliação da gestão escolar produz elementos importantes para a reelaboração do Projeto Político-Pedagógico (PPP) e Plano de Gestão Escolar (PGE).
Estes resultados devem ainda, possibilitar auto avaliação que permita a reflexão pela comunidade escolar, na identificação de dificuldades, necessidades e as possíveis soluções para a escola.[*]


[*] Guia de Aplicação da SAGE-SC – Sistemática de Avaliação da Gestão Escolar de Santa Catarina. Secretaria de Estado da Educação. Estado de Santa Catarina. 1ª edição, 2017.

📝 Ata da Avaliação do Plano de Gestão 

📝  Instrumento de Avaliação do Plano de Gestão 

Nenhum comentário:

Postar um comentário